Você está planejando permanecer saudável?

Será que planejamos o suficiente?

O ato de planejar está presente ao longo de toda a nossa vida. O primeiro contato que temos com o ato de planejar, geralmente está ligado à profissão. Já quando pequenos nos perguntam, o que gostaríamos de ser quando crescer. 

E mesmo que a resposta seja algo bobo, como super-herói, é interessante como até uma criança já vê a importância de pensar no futuro.

O segundo contato com o ato de planejar, geralmente vem na forma de um planejamento financeiro. Começamos a pensar em quanto queremos trabalhar, com quantos anos vamos nos aposentar, e com quanto vamos viver os nossos últimos dias.

Mas e o mais importante? E a nossa saúde? Até porquê… Do que adianta formação acadêmica, e vida financeira plena, se não houver saúde para aproveitar essas coisas?

Aprenda a pensar sua saúde de forma planejada.

 

Em dúvida sobre qual tipo de convênio é o melhor para você?

conheça a melhor opção para sua saúde e para o seu bolso

 

Será que pensamos em quanto gostaríamos de viver? Quanto do crescimento dos nossos filhos e netos gostaríamos de participar, e não menos importante, o quanto de nossas vidas gostaríamos de passar saudáveis?

Geralmente não pensamos nisso…

Será que há maneiras de planejar a nossa saúde? Será que posso escolher com quantos anos ficarei doente?

Obviamente não podemos controlar totalmente a nossa vida, mas podemos sim, viver muito mais se tivermos um planejamento responsável da nossa saúde.

+ Leia nossas Dicas de Saúde e decida permanecer saudável!

Um exemplo disso é a expectativa de vida das mulheres que chega a ser de 5 a 10 anos maior do que a do homem, certamente um dos fatores para esta vitória das mulheres sobre os homens, é a preocupação com a própria saúde, que as mulheres, em geral, apresentam.

Hoje em dia, com os exames atuais, o conhecimento sobre nutrição, e a tecnologia medicamentosa que nós temos, a expectativa de vida aumentou em média 30 anos de 1910 até os anos 2000, passando de 33 anos para 64.

E desde os anos 2000, até atualmente já conseguimos subir a expectativa de vida em mais 10 anos, tendo agora, o brasileiro médio, uma expectativa de vida de 75 anos… Imagine o que você pode fazer nos próximos 20 anos?

Claro que o planejamento é algo a ser feito com um profissional médico, em uma consulta médica. Mas há alguns exemplos importantes a ser destacados…

Vamos ajudar você a escolher o Melhor Convênio Médico.

conheça a melhor opção para sua saúde e para o seu bolso

 

+ Veja mais sobre Exames Preventivos

Cuidados preventivos para os homens…

Para os homens é de extrema importância se preocupar com a saúde do coração, já que as doenças cardíacas são muito mais comuns em homens, do que em mulheres.

Conquanto, Ecocardiografia, teste ergométrico, dosagem do colesterol, são alguns dos muitos exames que devem ser feitos com frequência no homem, nunca também nos esquecendo da próstata, que nos dá tanto problema na nossa terceira idade.

Cuidados preventivos para as mulheres…

Mas e a mulher? Bem… Certamente, a saúde das mamas e do útero são de extrema importância para elas.

Então a ultrassonografia transvaginal, a coleta do papanicolau, e a mamografia são os exames mais comuns, sempre com uma preocupação com a densidade dos ossos em sua melhor idade.

Tanto mulheres quanto homens podem, e devem, fazer exames periódicos para um planejamento da saúde, bom e responsável.

Então fica a pergunta…
Já planejou a sua saúde hoje?

+ Conheça os prazos de Atendimento dos Convênios Médicos Particulares

Fontes: Site IBGE / Site IBGE / Site Scielo

O que é Anemia? Conheça e previna-se!

A anemia é um distúrbio do sangue caracterizado pela diminuição da quantidade de hemoglobina.

Ou seja, o pigmento que confere cor aos glóbulos vermelhos, cuja função é transportar oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo.

Essa diminuição pode ser resultante da perda súbita de sangue como também da diminuição da hemoglobina se instala de forma mais lenta e geralmente progressiva, sendo produto de variadas causas.

A diminuição da hemoglobina determina déficit de oxigênio principalmente no sistema nervoso central, o coração e os músculos.

A anemia é a doença crônica de maior freqüência em todo o mundo, contudo é de fácil tratamento, visto que, na maior parte dos casos, está relacionada com a deficiência de ferro.

Causas e sintomas

A anemia pode gerar os seguintes sintomas:

  • Fadiga generalizada,
  • Batimentos cardíacos acelerados,
  • Apatia, falta de apetite e palidez, tanto na pele quanto na parte interna dos olhos e nas gengivas, entre outros sinais clínicos menos freqüentes.
  • Pessoas com anemia por deficiência do ferro, ou ferropriva, podem apresentar perversão do apetite, com desejo de comer terra ou tijolo.

A anemia pode ser hereditária ou adquirida.

Hereditária: tem como causa defeitos genéticos que alteram a formação dos glóbulos vermelhos.

Adquiridas: provêm de diversos fatores que interferem na produção de glóbulos vermelhos e/ou da hemoglobina, como deficiência de vitamina B12, uso constante de medicamentos e doenças da medula óssea, mas principalmente da carência de ferro.

Exames e diagnósticos

Decerto há um conjunto de sintomas e o exame clínico que apontam para a hipótese de anemia, mas para a confirmação do quadro é necessário a realização de alguns exames laboratoriais.

Entre eles o clássico hemograma, que faz a contagem dos elementos constituintes do sangue e analisa sua morfologia.

Prevenção

Finalmente a prevenção, esta basicamente consiste no consumo cotidiano de alimentos que naturalmente forneçam esses nutrientes e de produtos enriquecidos com eles.

As melhores fontes de ferro são as de origem animal, como as carnes em geral e o fígado, também ricos em vitamina B12.

As de origem vegetal, bem como o feijão e a lentilha, devem ser ingeridas com alguma fonte de vitamina C, para que o mineral fornecido por elas seja mais bem aproveitado pelo organismo.

O ácido fólico, por sua vez, está presente em alimentos como espinafre, feijão branco, aspargos, verduras de folhas escuras, soja e derivados, laranja, melão e maçã.

 

Finalmente, nossa grande dica é sempre o acompanhamento e checkups regulares. Por isso, antes de mais nada, Cuide-se!

De conformidade com nossa ideia de cuidado e prevenção, convidamos você a conhecer os melhores planos de saúde do mercado com preços acessíveis em nossas páginas: Melhor convenio medico , Convenio médico em SP, Bradesco Planos de saúde, Planos de saúde para empresa, Planos de saúde nacionais.

Não deixe de Falas Conosco através de nossos canais.

 

Fonte: App: Doenças Dicionário

O que é infarto do miocárdio?

Um infarto do miocárdio  ou ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue que leva ao miocárdio (músculo cardíaco) é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio.

Também chamado de infarto agudo do miocárdio, o ataque cardíaco pode ser fatal.

Com tratamento adequado, é possível evitar danos significativos no músculo cardíaco e isso é primordial para que o paciente possa viver muitos anos sentindo-se bem. Por isso, é crucial chamar a emergência ou correr para o hospital nos primeiros sinais do problema.

As doenças cardiovasculares são líderes em morte no mundo, sendo responsáveis por quase 30% das mortes no Brasil. Dentre estas, o infarto é uma das principais causas.

Causas

O infarto ocorre quando uma ou mais artérias que levam oxigênio ao coração (chamadas artérias coronárias) são obstruídas abruptamente por um coágulo de sangue formado em cima de uma placa de gordura (ateroma) existente na parede interna da artéria.

A presença de placas de gordura no sangue é chamada de aterosclerose (placa de colesterol). O paciente que possui placas de aterosclerose com algum grau de obstrução na luz de uma artéria tem a chamada DAC – doença arterial coronariana. Conforme a placa de gordura (ateroma) cresce, ela leva à obstrução cada vez maior da coronária e pode levar ao sintoma de dor no peito aos esforços (angina). Em geral, uma pessoa tem sintoma de dor no peito aos esforços quando a obstrução é maior que 70%.

Antigamente acreditava-se que o infarto agudo do miocárdio ocorria quando estas placas cresciam progressivamente até fechar completamente o vaso. Hoje sabemos que não é isso que ocorre. O fechamento do vaso ocorre devido a uma ruptura na parede da placa de gordura, levando à formação de um coágulo que obstrui abruptamente a artéria e ocasiona o infarto agudo do miocárdio.

Outra descoberta importante foi que esta ruptura, formação de coágulo e fechamento do vaso pode ocorrer em placas de aterosclerose pequenas que causavam 20% a 30% de obstrução e, por isso, eram assintomáticas.

Então, é possível que alguém que não sinta nada em caminhadas ou até em corridas possa sofrer um infarto agudo do miocárdio? A resposta é sim! Cerca de 50% a 60% dos infartos ocorrem em pessoas previamente assintomáticas. Por conta disso, o check-up é tão importante.

Outra causa comum de infarto são espasmos de uma artéria coronária, que podem ser capazes de interromper o fluxo de sangue a uma parte do músculo cardíaco. Drogas, como a cocaína, podem causar tal espasmo. Um ataque cardíaco também pode ocorrer devido a uma ruptura na artéria do coração, ou tumores que viajaram de outras partes do corpo pelo sangue. Infarto também pode ocorrer se o fluxo sanguíneo para o coração é severamente diminuído, em situações como a pressão arterial muito baixa (choque).

Fatores de risco de infarto incluem:

  • Idade: homens acima dos 45 anos e mulheres com 55 anos ou mais tem maior propensão ao infarto
  • Tabagismo
  • Hipertensão
  • Colesterol elevado
  • Diabetes
  • Histórico familiar de infarto
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Estresse
  • Alcoolismo
  • Uso de drogas ilegais estimulantes, como cocaína.

Sintomas de Infarto

A dor do infarto pode ser típica ou atípica. Casos de dor atípica podem ser mais difíceis de caracterizar. Em geral se diz que a dor do infarto pode se alojar em qualquer local entre o lábio inferior e a cicatriz umbilical. A dor típica tem como características ser no meio do peito, em aperto, espalhando para o braço esquerdo, acompanhada de sudorese, náusea e palidez cutânea. As características do infarto em mulheres são muito menos típicas, com queixas de queimação ou agulhadas no peito ou ainda falta de ar sem dor. Qualquer dor nessas regiões que se mantêm por mais de 20 minutos deve ser investigada.

Como plus nossa grande dica é o acompanhamento e checkups regulares. Cuide-se!

Conheça os melhores planos de saúde do mercado com preços acessíveis em nossos sites http://rsimconsultoria.com/

https://rsimplanosdesaude.bitrix24.site

Fonte:

App: Doenças Dicionário

Você já fez seu exame de dosagem do ácido úrico?

dosagem do ácido úrico

O exame de dosagem do ácido úrico avalia as quantidades dessa substância no sangue. O ácido úrico é um subproduto das purinas, compostos encontrados nas células do corpo, incluindo o DNA.

 Quando as células envelhecem e morrem, elas se quebram, liberando purinas para o sangue. Em menor grau, as purinas podem vir a partir da digestão de certos alimentos, como fígado, anchova, feijão e ervilha, ou da ingestão de bebidas alcoólicas, principalmente cerveja.

O ácido úrico é removido do corpo através dos rins e é excretado principalmente na urina, sendo que uma parte também é eliminada nas fezes. Se o corpo está produzindo grandes quantidades de ácido úrico ou ele não está sendo corretamente excretado, ocorre a chamada hiperuricemia. Altos níveis de ácido úrico no sangue podem causar gota ou se depositar nos rins, causando a formação de cálculos ou insuficiência renal.

A dosagem de ácido úrico no sangue pode ser feita para:

  • Diagnosticar gota
  • Checar se o cálculo renal está ocorrendo devido ao acúmulo de ácido úrico
  • Acompanhar pacientes que estão fazendo quimioterapia ou radioterapia. Esses tratamentos destroem as células cancerígenas, que podem liberar purinas e ácido úrico no sangue.

Para o exame de ácido úrico é necessário um jejum mínimo de três horas antes da coleta de sangue.

Para saber como fazer esse e outros exames, conheça os melhores planos de saúde do mercado com preços acessíveis aqui em nosso site

Cuide-se!