Dormir depois do almoço faz bem ou faz mal?

Dormir depois do almoço será que faz bem será que faz mal?

Para muitas pessoas o sono depois do almoço reina absoluto, em algumas empresas e escritórios inteligentes dormir depois do almoço ao menos 30 minutos é liberado e olha que isso já está virando febre mundial por ser regenerador e tão valioso.

+ Leia: 10 dicas para escolher os melhores convênios médicos

 O que é apenas uma iniciação aqui no Brasil é praticamente uma prática sagrada em regiões da Itália e Espanha.

Por lá é natural ver o comércio de portas fechadas após o almoço, por que os empresários param para dormir.

Entretanto, para alguns, aquele cochilo depois do almoço não faz diferença e vira sinônimo de preguiça.

Independente do que pensa um lado e outro, convidamos a atirar a primeira pedra, aquele que nunca sentiu aquele sono após o almoço.

Mas respondendo a pergunta que deu inicio a esse artigo:

 

Vamos ajudar você a escolher o Melhor Convênio Médico.

conheça a melhor opção para sua saúde e para o seu bolso

 

Dormir após o almoço, faz bem ou faz mal?

Recentemente pesquisadores na universidade de Berkeley – Califórnia nos Estados Unidos realizaram testes com 39 jovens saudáveis, os participantes tinham que decorar o nome das pessoas durante o almoço, bem como os rostos.

Em seguida boa parte era liberada para dormir, retornando mais tarde para ser reunir mais uma vez.

Semelhantemente ao primeiro momento, o grupo precisava decorar o nome e rostos de mais outros 100 pessoas.

A conclusão do estudo foi a seguinte:

Os 20 jovens que tiraram um cochilo após a refeição tiveram um desempenho 10% maior do que os que não tiraram uma soneca após o almoço, ou seja, houve um melhor desempenho do cérebro após o cochilo.

+ Se você é empresário, gestor ou líder, leia nossos artigos de Dicas de Saúde para o Ambiente Corporativo

Aliás, outros vários estudos recentes comprovam que um cochilo de 35 minutos ou 45 minutos após o almoço é importante, reparador e benéfico.

Entretanto, tirar sonecas que se parecem mais com uma  noite de sono e se transformam em sonos profundos e duradouros podem ser o resultado de que há algo de errado com o seu organismo.

Se esse for o caso, busque orientação médica. Pense na aquisição de um bom convênio médico.

+ Conheça os prazos de Atendimento dos Convênios Médicos Particulares

 

Agora que sabemos que sim, descansar após o almoço é benéfico, vamos entender o que ocorre no nosso organismo após o almoço.

O que acontece com o corpo após o almoço?

Cochilo, descanso após almoço, soneca depois do almoço, independente do nome, você deve dormir após o almoço pois todo seu fluxo sanguíneo se concentra na região gastrointestinal, o que resulta na diminuição da atividade cerebral. Nesse cenário, fica bem difícil se concentrar e ser produtivo e o sono é um grande aliado no bom funcionamento do seu corpo e na concentração de seu fluxo sanguíneo onde realmente é necessário.

Entretanto, se você por algum motivo precisa evitar o sono após a refeição é importante prestar atenção nesta dica:  para evitar o sono, coma alimentos mais leves, como legumes e verduras. Alimentos que produzam mais energia em seu corpo.

Agora, se você pode tirar um cochilo após o almoço, faca-o, seu corpo, sua saúde e memória agradecem.

4 Dicas para diminuir a Diabetes
3 Alimentos com Glúten para cortar já!
4 Principais alimentos que geram energia e aumentam a disposição

 

Benefícios do cochilo após o almoço

Listamos abaixo benefícios comprovados da adoção desta pratica. Isso pode ser a ponte para a produtividade de pessoas e equipes:

  • Reposição de energia
  • Aumento de produtividade no período vespertino
  • Diminuição de enxaquecas
  • Otimização da memória
  • Estímulo da criatividade
 Esta foi mais uma dica de saúde da RSIM Planos de Saúde. Para continuar aprendemos mais sobre o tema, continue lendo nossos artigos.

Pense também em cuidar de sua saúde com a aquisição de convênio médico. Temos acesso aos melhores convênios médicos do Brasil. Faça uma simulação.

Vamos ajudar você a escolher o Melhor Convênio Médico?

conheça a melhor opção para sua saúde e para o seu bolso

Cuidando da saúde de seus colaboradores

O quadro da saúde dos brasileiros é algo realmente alarmante, segundo dados do IBGE 10% dos brasileiros têm pelo menos uma doença crônica, como diabetes ou hipertensão, somente 37% da população consome a quantidade necessária de frutas e hortaliças, enquanto 37, 2% consome carne gordurosa e 24% consome álcool ao menos uma vez por semana, há ainda 23,4% que tomam refrigerante frequentemente, 21% que come doces e 15% que fuma cigarro também com regularidade.

O Brasil tem 21% de hipertensos, 18% de pessoas com problema na coluna e 12% com colesterol alto. Esses resultados demonstram que 1 em cada 10 brasileiros têm uma doença crônica. E para completar esse quadro, no conjunto de hábitos do brasileiro não consta uma alimentação saudável e muito menos a prática de atividades físicas.

Sabemos que a maioria destas pessoas estão ocupando algum cargo em uma loja, escritório, ou galpão de fábrica, e sabemos também que com estes números em algum momento ou outro os empregadores podem sofrer com a ausência de colaboradores que precisam muitas vezes se cuidar as pressas e tardiamente.

O fato é que nosso corpo é uma máquina maravilhosa e precisa de cuidados preventivos. E pensando nessa realidade separei 3 dicas de como o empresário ou o Gerente do Departamento de Recursos Humanos podem promover bem estar e saúde entre seus colaboradores e ajudarem a mudar essa triste realidade de maneira proativa.

4 Dicas para cuidar da sua saúde de seus colaboradores

 

 

São dicas muito simples que estão ao alcance de todos e trarão um empilhamento de bons resultados como: melhora no relacionamento da equipe, consciência e redefinição da imagem corporativa, conhecimento sobre práticas de saúde e assim por diante, então sem mais vamos as dicas:

Dica 1 – KIT de Higiene

Distribua em áreas estratégicas um pequeno kit de higiene, como sabonete e álcool em gel, incentive seus funcionários a usá-los de maneira frequente, deixe cartazes próximos aos kits explicando a importância do seu uso para se evitar contágio de vírus e doenças.

Dica 2 – Promova Corridas

Que tal usar a competição em favor da saúde de seus colaboradores? Você pode promover pequenas corridas em parques uma vez por mês, a competição pode ser por departamento ou individual e o prêmio, se viável, pode ser uma folga no mês.

Dica 3 – Promova cafés saudáveis

Além de confraternizar, em cafés saudáveis é possível  iniciar um processo de reeducação alimentar com seus colaboradores, a maior parte dos brasileiros não conhece os benefícios de certos ingredientes e alimentos, podendo este ser  um bom momento para gerar esse tipo de conhecimento, distribua entre os participantes uma lista de opções saudáveis no início do mês para eles escolherem o que trarão e promova o café nos próximos 15 dias.

Dica 4 – Promova Conhecimento

Em sua comunicação interna envie dicas de saúde ao menos semanal, como costumamos acreditar, o conhecimento muda vidas, ainda mais no que diz respeito à saúde.

Fique a vontade para compartilhar as dicas de saúde que estão em nosso blog e redes sociais. Essa é a nossa missão, promover saúde através de conhecimento e planos de saúde de qualidade.

P.S: Você pode pensar que essas dicas são uma perda de tempo, agora pense quanto tempo e dinheiro vão pelo ralo quando o empregador perde seus colaboradores para uma doença?

Como criar um ambiente ganha-ganha com a sua equipe

O  ambiente corporativo sofreu várias mudanças nas últimas duas décadas, antes se tinha um padrão de liderança e a convicção de que os liderados precisavam somente estar atentos a ordem do seu gestor para colocá-la em prática em tempo hábil, hoje o quadro é bem diferente, as empresas fomentam cada vez mais a participação e cooperação da equipe na aquisição de um plano estratégico para o negócio.

Mesmo sendo esse ambiente colaborativo uma realidade que veio para ficar, há ainda empresas que não conseguiram se adaptar a esse quadro e continuam fornecendo a seus colaboradores um ambiente pouco atrativo, desafiador, colaborativo e pouco dinâmico, o que resulta em alta volatilidade, o departamento de Recursos Humanos quase sempre está buscando novos colaboradores que em menos de 6 meses vão abandonar o negócio pelos mesmos motivos de sempre; a ausência desse dinamismo proposto pela nova realidade.

A verdade é que a relação empregado-empresa não é mais a mesma que há 20 anos,  e as empresas que não enxergarem isso continuarão perdendo a oportunidade de construir uma equipe de alta performance como seu ativo mais precioso.

A  ação imediata então para parar esse ciclo de perda é olhar para dentro do ambiente corporativo e realizar uma análise crítica do que pode ser melhorado, do que deve ser excluído e do que deve ser acrescentado na rotina da empresa a fim de se gerar um ambiente ganha-ganha.

Criando um ambiente Ganha-Ganha com a sua Equipe

Para  ajudá-los nesse processo separamos alguns valores que as grandes corporações adotam na relação empregado-empresa, fomentando  assim o ganha-ganha entre ambos.

Abandone  os velhos mitos

Um dos grande mitos que manteve-se firme durante muitos anos no mundo corporativo foi a rigidez de horário, acreditava-se de maneira até inconsciente que a produtividade estava ligada ao cumprimento rigoroso de um horário fixo.

Não estamos sugerindo que você deixe totalmente aberto o horário de permanência no ambiente de trabalho, mas procure flexibilizar, abrir um janela de entrada por exemplo seria uma boa opção. (possibilidade de chegada das 8h às 10h com permanência de 9h dentro da empresa.)

Fomente o conhecimento

Ofereça a seus colaboradores a possibilidade de aprender mais dentro da empresa. Muitas empresas americanas disponibilizam os primeiros 30 minutos do dia para seus funcionários lerem um livro que poderá ser discutido em grupo em uma reunião semanal, outra boa ideia é disponibilizar um espaço para que seus funcionários façam um curso de idiomas dentro da empresa.

Crie um ambiente colaborativo com estímulo a criatividade

No Brasil essa ideia tem avançado cada vez mais, recentemente a Unilever mudou seu escritório para o edifício WTorre, no Morumbi (SP). Em entrevista à Revista  Exame, Luciana Paganato, vice-presidente de Recursos Humanos da companhia afirmou: “O ambiente antigo não atendia mais às nossas necessidades em termos de flexibilidade e estímulo à criatividade.” Nesse sentido a Philips também está apostando no conceito  WPI Workplace Innovation  que tem como base três pilares: pessoas, ambiente e tecnologia de ponta, ingredientes para uma receita de produtividade.

Claro que isso envolve bastante investimento, e muitas empresas não dispõem de um grande montante para tal mudança, mas pequenas mudanças já podem gerar  esse sentimento de novidade para seus colaboradores; pinte algumas paredes e se possível for, tire outras do caminho, abra o espaço e aposte em móveis versáteis.

Ajude seus colaboradores a cuidarem da saúde

 Outro ponto tão importante como os demais é, ajude seus colaboradores a cuidarem de si, o dinamismo do mundo atual trouxe muitos benefícios para o ser humano, mas todo bônus traz consigo seu ônus, as pessoas estão cada vez mais sedentárias  e comendo cada vez pior.

Em dez anos a Obesidade cresceu 60% no Brasil, saindo de 11,8% em 2006 para 18,9% em 2016. Esse é um dado alarmante, visto que a obesidade desencadeia vários problemas de saúde, mas sua empresa pode ajudar a equipe com várias ações simples, por exemplo: prepare informativos com dicas de saúde e compartilhe semanalmente, lance desafios saudáveis, ofereça palestras com profissionais da área da saúde, como nutricionistas e preparadores físicos.

Além disso, busque oferecer um convênio médico a sua equipe ou ofereça o contato de um bom corretor  que poderá auxiliá-los na aquisição do melhor plano.

PS.: Em nossas Redes sociais você tem acesso a cards de dicas de saúde, sinta-se livre para baixa-los e compartilhá-los com a sua equipe.

PS.:  Para saber mais sobre convênios médicos clique aqui